terça-feira, 23 de outubro de 2012

Artigo: Nem tão pouco às coisas e nem tanto às pessoas

Por José Carlos Benigno
Voltemos ao ano de 2008, mais precisamente meados de fevereiro. Fui convidado pelo Dr. Rui Macedo, então prefeito de Jacobina, para assumir o honroso cargo de assessor de Comunicação do município.
A minha missão era fazer aparecer para a sociedade os feitos daquela administração, pois, segundo a maioria da equipe, até então tinham sido pouco divulgados na mídia.
O fato é que descobrimos que estes feitos, em sua grande maioria, eram abstratos porque quase tudo estava em prol das pessoas através de ações voltadas para a Saúde; Educação, Assistência Social, geração de empregos e desenvolvimento econômico. Enfim obras que não se enxergava, embora fossem reais.  
O grande reclame da população era com o descaso em relação ao físico. As obras de construções eram quase somente de projetos e mais projetos, e, quando reais, a qualidade não agradava. Muito se comparava estes quesitos com os do ex-prefeito Leopoldo, que havia antecedido Rui e que, embora tido como um gestor desumano, era quase perfeito nestas questões (limpeza pública, construções e etc.). Porém, ninguém negava ao Dr. Rui os méritos pelos feitos na Educação, geração de renda, desenvolvimento econômico e principalmente  na Saúde. Coincidência ou não chegamos a ganhar o reconhecimento do Ministério do Trabalho como uma das cidades que mais gerou empregos naquele ano (2008).
Veio a eleição e Rui Macedo é derrotado nas urnas por pouco mais de 200 votos para Valdice Castro.
...
Apesar de ter ficado a maior parte do tempo fora de Jacobina durante os últimos quatro anos, pude perceber as mudanças que esta cidade sofreu neste período do governo Valdice.
Recentemente, numa noite de calor, resolvi dar uma volta por quase todas as ruas de Jacobina e comprovei ser inegável que Valdice Castro, em que pese todo o desprezo à saúde, atestado pelo povo em seus reclames através da mídia e os vários movimentos de protestos, fez muitas obras físicas com qualidade, mas a sociedade fala de forma uníssona que deixou para fazê-las somente no período que antecedeu a eleição. Uma estratégia antiga e ultrapassada muito utilizada pelos antigos coronéis da política.
Numa linguagem mais atual diriam os jovens: “Tipo assim, meio que subestimando a inteligência do povo”.
É até provável que, se tivesse pulverizado esta mesma quantidade de ações, obras, durante os seus dois últimos anos de governo, ainda que maltratando o povo pela questão da saúde e o pouco caso feito com a geração de renda e desenvolvimento econômico, não tivesse perdido a eleição.
Em síntese e grosso modo: Rui, então prefeito de Jacobina, perdeu as eleições em 2008 para Valdice Castro porque, embora tenha cuidado bem das pessoas, não soube cuidar bem das coisas. Valdice Castro perde as eleições em 2012 para o mesmo Rui Macedo porque, embora tenha cuidado bem das coisas, não soube cuidar bem das pessoas.
Depois do que vimos nesses oito últimos anos de Rui e Valdice, não seria loucura afirmar que se verdadeiramente pudéssemos ter contado com dois prefeitos no governo de Valdice (como ela mesma preanunciou em sua campanha de 2008, admitindo ingenuamente o fato de que governaria com as instruções do seu esposo, o ex-prefeito de Jacobina, Leopoldo), os protagonistas ideais para esta inconstitucionalidade não seriam Leopoldo e Valdice, mas Rui para cuidar das pessoas e Valdice para cuidar das coisas.
Sendo mais inteligente o Dr. Rui, que assume em janeiro do próximo ano, poderia aproveitar a lição, mudar um pouco o pensamento e criar uma nova forma de governar em Jacobina: administrar priorizando nem tão pouco às coisas e nem tanto as pessoas, afinal o povo deixou este recado de forma muito clara na alternância de gestores feita através do voto nas duas últimas eleições.
De outro modo então buscaríamos um prefeito híbrido, fabricado em laboratório, que de uma vez por todas atendesse de forma paralela a esses dois lados e Jacobina finalmente estaria bem governada correspondendo aos já tão claros anseios da sua população.
José Carlos Benigno
DRT 4104

sexta-feira, 12 de outubro de 2012

Editorial: Política é diferente de politicagem

Segundo Aristóteles a política é a ciência que tem por objeto a felicidade humana e divide-se em ética (que se preocupa com a felicidade individual do homem) e na política propriamente dita (que se preocupa com a felicidade coletiva). Política denomina arte ou ciência da organização, direção e administração de nações ou Estados. Nos regimes democráticos, a ciência política é a atividade dos cidadãos que se ocupam dos assuntos públicos com seu voto ou com sua militância.
O termo política é derivado do grego antigo πολιτεία (politeía), que indicava todos os procedimentos relativos à pólis, ou cidade-Estado. Por extensão, poderia significar tanto cidade-Estado quanto sociedade, comunidade, coletividade e outras definições referentes à vida urbana.

Por José Carlos Benigno,

Respeito profundamente a equivocada paixão dos ourolandenses por politicagem, afinal esta, infelizmente, ainda é uma questão de cultura em Ourolândia, e o povo daqui não é culpado por pensar e agir assim. O homem é fruto do meio em que vive. Acredito piamente em uma nova era, onde a consciência da nossa gente se voltará para outro comportamento, para outras prioridades, como por exemplo: a leitura de bons livros; ouvir músicas de melhor qualidade; assistir a bons filmes; respeitar mais o semelhante, e, sobretudo nos conscientizarmos do nosso papel na construção de uma sociedade melhor (nossos direitos e principalmente os nossos deveres) e tantas outras atitudes que ainda nos faltam na busca incessante por sermos a cada dia seres melhores. Devemos exigir mais de nós sobre estas curiosidades. Somente lendo e ouvindo melhor às pessoas mais cultas nos será possível esse enriquecimento.
Lamento profundamente quando vejo aqui nesta cidade as pessoas pelas ruas, cegas, loucas, desenfreadas, aos gritos deseducados, perturbando a paz alheia, inconscientes, induzidas por alguns políticos profissionais mais espertos na defesa dos seus interesses próprios, fazendo-as pensar que dessa forma haverá algo em comum no futuro.
Convenceram-nos de que a identidade mais importante deixa de ser o nome sagrado constante no registro de nascimento dado a cada um de nós por nossos pais e passa a ser números. Não somos mais personalidades, fomos persuadidos de que nos reduzimos drasticamente aos: “13” inimigos dos “15”...
Lamento demais por termos caído nessa e acreditado em tamanha barbaridade.
Este período vai passar e continuaremos a nos encontrar pelas ruas da cidade! Precisaremos uns dos outros, na alegria, na tristeza ou na dor. Precisaremos de civilidade! E como será? Se nos convenceram que somos inimigos?
E o mais lamentável é o objetivo dessa trama: chegar ao poder para viver de poder. Tem gente nessa cena que desaprendeu a trabalhar (se é que algum dia na vida já o soube).
A discordância é salutar para o desenvolvimento, mas isso jamais deve passar do campo das idéias. As pessoas não precisam se digladiar na colocação das suas ideologias, na preferência por um candidato, ou partido político.
É muito feio o que estamos fazendo pela indução dessa gente, denegrindo nossos semelhantes através dos meios de comunicação e até mesmo pelas ruas da cidade.
Tá mais que na hora do povo de Ourolândia erguer um pouco mais a cabeça e começar a enxergar adiante do nariz.
Além do Tombador há um mundo diferente, mais moderno, mais inteligente e com melhores modelos de se viver! Busquemos os exemplos dele. É só querer olhar pra frente e procurar enxergar melhor.
Essa terra é de uma grandeza tamanha! Tão maravilhosa e tão cheia de riquezas naturais, culturais e históricas, seu povo precisa apenas se elevar à essa dimensão.
Espero sinceramente que o tempo seja o grande parceiro do povo de Ourolândia na descoberta dessa nova consciência.
Um forte abraço.
José Carlos Benigno
12 de outubro de 2012

Familiares procuram por mulher desaparecida desde 2004

Maria está desaparecida desde 2004 - Álbum de família (foto tirada há nove anos)
Familiares de Maria Soares da Silva, 40 anos de idade, filha de João Soares da Silva e Elenita Maria de Jesus, estão a sua procura.
Dona Elenita, mãe de Maria, conta que em 2004, Maria vivia com o pai no Povoado de Poços, município de Campo Formoso, e no mesmo ano saiu de lá com destino a Salvador levando o filho, Maicon Soares da Silva. Desde então não deu mais notícias.
O pai de Maria faleceu em 2010 e acho que ela nem sabe disso ainda. Já são mais de oito anos sem ver minha filha”, relata a mãe emocionada.
Elenita atualmente reside em São Paulo, mas no momento encontra-se em Ourolândia onde vai ficar até o mês de novembro visitando alguns amigos e parentes. Ela aproveitou a oportunidade para procurar nossa reportagem em busca de reencontrar sua filha.
Quem souber do paradeiro de Maria pode informar através dos telefones:
(74) 8113 5313 (Josinea, amiga)
(11) 99559 1326 (Neguinha, irmã)
(11) 97274 4639 (Maria Soares, mãe)
Ou ainda através do email jcbenigno@hotmail.com
Publicação: blogdeourolândia.blogspot.com
Texto: José Carlos Benigno

terça-feira, 3 de julho de 2012

OUROLÂNDIA: morre Francisco Guabiraba Moreira, o Chicao

Álbum de família
Faleceu na última quinta-feira, 28 de junho, aos 89 anos, o patriarca da tradicional família Moreira de Ourolândia, Francisco Guabiraba Moreira, o conhecidíssimo e amado por todos, Chicão.
Centenas de pessoas e familiares estiveram o acompanhando até a sua última morada no cemitério da família localizado à Fazenda Vitórios, no município de Ourolândia.
“Meu pai foi um homem de bem, viveu e educou cada um dos seus filhos e nos deixa um legado que nos orgulha”, disse Zé Moreira, empresário ourolandense, um dos 13 filhos de Chicão.

JACOBINA: Juliano Cruz adere ao grupo da prefeita Valdice Castro

O ex-vereador Juliano Cruz (PR) é o mais novo aliado da prefeita Valdice Castro (PP) na disputa pela prefeitura de Jacobina. Nesta segunda-feira (2), Cruz oficializou seu apoio à reeleição de Valdice, depois de uma longa conversa com o ex-prefeito Leopoldo Passos (PDT), principal líder do grupo da situação.
Juliano Cruz será candidato a uma vaga na Câmara Municipal, e o PR passa a integrar uma das duas coligações proporcionais do grupo da prefeita.
Juliano Cruz, uma das principais lideranças da política local, era cotadíssimo para ser candidato a vice-prefeito na chapa do PMDB, encabeçada pelo ex-prefeito Rui Macedo, mas, acabou sendo preterido, sendo substituído pelo empresário José Fagundes, um estreante na política jacobinense.Cruz teve longa militância ao lado de Leopoldo Passos, tendo exercício por cinco vezes a presidência da Câmara Municipal de Vereadores.A adesão de Juliano Cruz enfraquece a grupo do ex-prefeito Rui Macedo, que perde seu principal articulador.“Ouvimos os partidos aliados, e todos foram favoráveis ao retorno de Juliano ao nosso grupo. Agora, é hora de reconstruímos essa aliança em prol do bem de Jacobina”, afirma Leopoldo Passos. Fonte:www.noticialivre.com

segunda-feira, 18 de junho de 2012

Morre o ex-deputado estadual Osvaldo Souza

O ex-deputado estadual Osvaldo Souza faleceu às 6h da manhã deste domingo, 17, aos 82 anos, no Hospital Português, em Salvador, onde estava internado na UTI há 11 dias. Ele lutava há anos contra um câncer e problemas cardíacos. Natural de Itiruçu, o parlamentar foi considerando uma das principais representações política do Baixo Sul da Bahia, sendo uma forte liderança no município de Gandu. Ele também foi prefeito da cidade de Wenceslau Guimarães e vereador em Nilo Peçanha.
Na região de Jacobina teve forte inflência a partir do apóio de lideranças políticas como o ex-prefeito de Várzea Nova Dion Avelino e também da ex-prefeita Iris Gomes, em Jacobina os então vereadores José Ferreira da Silva Filho (Ferrerinha), Eduardo Mangabeira e outras lideranças a exemplo do prefeito da época. Recebeu ainda títulos de cidadão Jacobinenese e Varzeanovense, criou a extinta fundação Osvado de Souza e alocou milhares de recursos para a região.
O parlamentar foi considerando uma das principais representações política do Baixo Sul da Bahia, sendo uma forte liderança no município de Gandu, foi vereador pela União Democrática Nacional-UDN, 1955-1959, em Nilo Peçanha, foi prefeito de Wenceslau Guimarães pela Aliança Renovadora Nacional-ARENA, 1963-1967 e 1971-1973, Deputado estadual Constituinte pelo Partido da Frente Liberal-PFL, 1987-1991, reeleito pelo PFL, 1991-1995, 1995-1999 e 1999-2003.

A sua carreira política é marcada pela transição do coronelismo e dos anos de glória do cacau da região cacaueira. Iniciando sua carreira política na UDN, passando para Arena e posteriormente para o PFL (atual Democratas - DEM) o parlamentar teve seu último mandato entre os anos de 1997 a 2003, exercendo uma forte atuação política até os dias atuais. Para amigos e convivas, foi um político de grande estima. Para os oposicionistas que não deixam de reconhecer a sua atuação parlamentar, um dos últimos coronéis que aqui jaz. Este fato pode representar um fato histórico na política daquela região.
O deputado estadual deixa esposa e quatro filhos. O velório acontece na Câmara de Vereadores do município de Gandu, cidade onde ele residia. O sepultamento está marcado para as 10h desta segunda-feira.
Com informações do Amargosa News e http://blogmarcosfrahm.com/

sábado, 26 de maio de 2012

HUMOR: homenagem ao radialista Geraldo Oliveira

Geraldo Oliveira, escolhido como Imperador do Divino, foi escalado pela Reitoria da Paróquia para celebrar duas missas. Quando soube disso ficou muito nervoso, afinal a responsabilidade seria muito grande, daí perguntou ao Bispo como poderia fazer para relaxar e este lhe sugeriu que antes da celebração colocasse algumas gotas de vodka num copo com água e que depois de alguns goles estaria mais relaxado.
No domingo da missa, nosso querido imperador Geraldo Oliveira aplicou a sugestão do Bispo, só que exagerou na vodka e sentiu-se tão bem durante missa que seria capaz de celebrá-la em pleno Estádio José Rocha em dia de clássico jacobinense que ainda assim todos o ouviriam, de tão feliz e descontraído que se encontrava.
Depois da celebração regressou à Paróquia e encontrou uma nota do Bispo dizendo:
Prezado Imperador Geraldo Oliveira:
1-Na próxima vez coloque gotas de vodka na água e não gotas de água na vodka.
2-Não se começa uma homilia dizendo que se a prefeita for reeleita vai distribuir ônibus e linha escolar pra todos os vereadores inclusive os da oposição e também vai oferecer grana para calar a boca de Ademir Barbosa, no Batata!
3-Existem 10 mandamentos e não 13.
4-Existem 12 apóstolos e não 13! E Amauri Teixeira não está na lista dos 12!
5- LEODICE é uma sigla criada pela oposição para chacotear o governo municipal e não um candidato duplo que vai concorrer na próxima eleição, como você disse.
6-Não nos referimos a Cruz como "aquele T grande" !!!
7-Não nos referimos ao nosso Salvador e seus Apóstolos como "JC e sua Banda".
8-Realmente Davi derrotou Golias com um estilingue e uma pedra, mas isso nunca teve nada a ver com a briga entre o ex-prefeito e Corino!
9-Não nos referimos a Judas como, “empreiteiro Jacobinense ex candidato a vereador que gosta de dinheiro e traiu o povo quando se vendeu ‘ao Leo’”.
10-O Papa é sagrado e não castrado e não nos referimos a ele como "O ‘Leo’ do Mundo".
11- Corintios 1 versículo 0 nada tem a ver com o resultado de uma partida da Taça Libertadores da América que eliminou o Vasco!
12-O pai, o filho e o espírito santo não tem nada a ver "ACM filho ACM Neto e ACM Avô!
13- E não foi Jasson que influenciou Tiradentes a trair, isso nada tem a ver com as contas de um ex-prefeito!
14-Não foi Assunção que construiu a arca, ele só ajudou, quem construiu foi Noé e Gildato Oliveira!
15- E também não foi Assunção que separou o Mar Vermelho, ele tava junto, mas quem separou foi Moises.
16-Carlos de Deus é um e Jesus Cristo é outro! Não confunda! Um não tem nada a ver com o outro.
17-E aquele prédio grande na Avenida João Fraga Brandão não é a nova sede da Igreja Universal do Reino de Deus!
18-O microfone do altar nada tem a ver com o estúdio da Jacobina FM na apresentação do "Sertão Brasil', portanto cuidado pra você não se ferrar lá também!
19- A prefeita não tem nada a ver com o problema do deserto de Saara! Quem acabou com a fauna e a flora de lá foram eventos climatológicos!
20-A iniciativa de chamar o público para mudar as coisas foi muito plausível, mas pedir ao povo pra não votar na provável candidata, na próxima eleição, não foi.
21-Limite-se a sermões sobre religião e evite falar de política. E esqueça o PT de Amauri Teixeira, esse problema é de Pirulito que ganha pra isso!!!! E nunca mais diga que Rui tá liderando as pesquisas!
22-Trocar o ‘partido’ é diferente de trocar de partido! Não confunda mais isso!!!
23-As hóstias devem ser distribuídas para o povo e não usadas como doações para cestas-básicas de campanha!
24-Assunção não reencarnou. Ele estava lá, mas quem reencarnou foi Jesus Cristo! E a cruz nada tem a ver com Juliano ‘Cruz’!!!
25-Aquele que tava pregado na Cruz ao lado de Jesus não era Jasson ele nunca teve pagando alguma pena!!! (pelo menos ainda não)!
26-O ditado que diz que em terra de cego quem tem um olho é rei, nada tem a ver com um ex-prefeito, e nunca mais diga que ele usou isso para se beneficiar politicamente!
27-Nunca mais deixe Ademir Barbosa atrapalhar uma pregação sua! Quando ele ligar querendo expor a opinião dele sobre sua palavra "ao vivo" não atenda o telefone, principalmente se ele tiver falando de Lages do Batata!
28-O nome do Papa anterior, que faleceu, era João Paulo e não Daniel,a dupla João Paulo e Daniel já acabou (João Paulo também já morreu), e nenhum dos dois fez dupla com Xororó.
29-Belém, não fica no Rio Grande do Sul.
30-Judas traiu a Jesus Cristo e algum membro da imprensa de Jacobina nada ter a ver com essa traição!
31- E quem ganha sem trabalhar é o vice-prefeito. Os vereadores ao menos passam duas horas por semana dando um duro danado pra encontrar uma maneira de sacanear com o povo!!!
32-Os bandidos quando morrem vão para o inferno e não para o Jacobina IV. O povo daquele bairro merece respeito e é gente boa!
33-Numa missa não se deixa as pessoas participarem falando mal da prefeita e reclamando sobre falta de médicos nos hospitais!.
Lembro que uma missa leva em torno de 1 hora e não dois tempos de 45 minutos.
Espero que tais falhas sejam corrigidas já para o próximo domingo.
Atenciosamente,
O Bispo.

quarta-feira, 9 de maio de 2012

Jacobina: Ariano Suassuna no lançamento do livro 'Histórias e Estórias', de Luciano Dantas


O Ginásio de Esportes de Jacobina foi palco de uma verdadeira aula da mais pura cultura brasileira na noite da última terça-feira, 08. A Aula Espetáculo foi proferida pelo escritor Ariano Suassuna. Estudantes, professores, artistas e o povo que valoriza a literatura, a poesia e o teatro brasileiro tiveram o privilégio de ouvir,  durante duas horas, as sábias palavras deste nordestino que conta histórias de seu povo como ninguém. Ariano, além de contar vários causos, falou das suas obras, da riqueza da sabedoria popular, da má influência da cultura norte-americana e lembrou a pobreza da atual produção cultural a exemplo da música de baixa qualidade amplamente divulgada pela mídia. “...não me preocupo com a repercussão do que eu falo, eu não posso é ficar calado diante das coisas com as quais não concordo”, afirmou.
A visita de Suassuna à Jacobina foi motivada pelo convite para o lançamento do livro Histórias e Estórias do seu primo, também “nortista”, mas radicado em Jacobina há vários anos, Luciano Dantas.
O evento contou ainda com a apresentação de vários artistas jacobinenses a exemplo de Pascoal Gama, cantando música nordestina; o cantor e compositor Jacobina, que cantou um de seus grandes sucessos O Uirapuru; o instrumentista Dunga, além de Luciano Dantas que brindou os presentes com alguns “causos” contidos em seu livro.
Além dos jacobinenses, caravanas de vários municípios da região  também estiveram presentes. Quem assistiu Suassuna saiu com a certeza de que participou de um momento histórico para a cultura da região e que ficará marcado para sempre na vida de cada um.
Foto e texto de Ivan Aquino.